quarta-feira, 12 de novembro de 2008

O Sorriso de Um Olhar...





Hoje foi dia de voluntariado no Lar de Santa Maria.
Tudo começou com a foto de grupo, como sempre. Gostamos de guardar memórias de dias importantes tal como o que foi hoje.
Entrámos no Lar com um único objectivo: o de Dar mais de nós a alguém que precisa e levar alguma juventude às pessoas que iríamos encontrar. Só não contávamos trazer, dentro de nós, tanto deles…
A medo, começámos a olhar à nossa volta. No fundo, todos receamos os nossos dias de velhice e, ali, fomos confrontados com isso mesmo. Ao início, falar com aquelas pessoas pode ser difícil. Não sabemos se nos vão responder, não sabemos sequer se vão dar por nós ali. Mas tentamos.
E quando damos por nós, já estamos a cantar com eles e a fazer parte das suas vidas. Percebemos então, que fazemos sentido ali.
O tempo aperta e vamos, quase em corrida, de pessoa em pessoa. Vemos pessoas alegres, pessoas tristes, pessoas com olhares cansados. Já viveram tanto… e mesmo assim, conseguem-nos dar sempre mais alguma coisa.
Partilham histórias, vivências e… mais tempo houvesse. Olham-nos nos olhos e falam sobre si, sem medos. Só precisam de alguém que os oiça com um sorriso, que os compreenda. Nesse momento, passamos a ser os seus “melhores amigos”, e já sabemos o seu nome, a sua idade, quantos filhos e quantos netos têm. Contam-nos os problemas e dores. Pudéssemos nós tirar-lhes qualquer dor… Agarram-nos nas mãos e esperam de nós o mesmo. Torna-se fácil conversar com pessoas assim. Começamos com o mais simples… o nosso nome, quem são os nossos pais e avós.
Provavelmente, até os conhecem, e nesse caso, temos muitos mais temas de conversa.
Acredito que não percebemos o quão bem fazemos a estas pessoas só pelo facto de as ouvirmos. E acho que elas não percebem o quanto nos fazem bem. Enriquecem-nos com todas as suas experiências sem ser essa a intenção e é Lindo. Sentimos que somos importantes para alguém, mesmo que isso tenha sido só por momentos, uma vez que, devido à idade, a memória falha muitas vezes.
E é o sorriso do seu olhar que nos preenche o coração.